top of page
  • Foto do escritorDakila News

Altruísmo, compaixão e fraternidade: meras palavras?

Em momentos de grande dificuldade o que nos diferencia de seres irracionais é a nossa capacidade de organização em função de garantir nossa sobrevivência.


É verter nosso senso de comunidade.


É fortalecer nossa consciência coletiva sobre o bem estar de nossos irmãos e irmãs.


É pensar no todo ao invés das partes.


E é nessa hora em que o Rio Grande do Sul mais precisa de todos nós que eu te pergunto: altruísmo, compaixão e fraternidade são meras palavras?


Vem comigo descobrir?


A bases em que construímos o Ecossistema Dakila, ou seja, a linha mestra de todos os nossos esforços, é a de ajudar a quem precisa. E ajudar não é um fim em si só: é também um exercício de saúde e de bem estar para quem realiza esse ato.


Desde os tempos mais remotos que a união entre os indivíduos gerou progresso, esse que foi manifestado em maravilhosas construções (como monumentos escalonados, por exemplo) e em grandes feitos de caráter altruístico.


Altruísmo é por vezes confundido com solidariedade, mas seria de um simplismo muito grande entendermos o termo assim. Ele é mais que isso. É a exposição de um comportamento social que nasce conosco, que está dentro da nossa própria existência. Nós somos inerentemente bons, com a vontade – individual e/ou coletiva – de se doar aos outros.


Devemos realizar ações em prol da sociedade simplesmente pelo desejo de ajudar, não por existir uma obrigação moral ou uma pressão social para a fazê-lo. Desenvolver ações altruístas envolve o seu agir enquanto preocupado com o bem-estar de outras pessoas, muitas vezes realizados sem receber compensação financeira e sem quaisquer expectativas de recompensa social.


A vida em sociedade é permeada por atos de altruísmo. Atos como segurar uma porta para estranhos ou dar comida a pessoas necessitadas são tão importantes quanto ações esplendorosas do tipo “se embrenhar no fogo para resgatar uma criança”. É uma qualidade possuída por pessoas especiais cujo foco está em algo além de si mesmas, e que na raiz dessas tendências generosas está o agir em prol do bem dos outros; altruísmo é agir com compaixão.


Compaixão por sua vez é um sentimento que todos temos. Um de simpatia pelos problemas dos outros, de saber entender a dor e o sofrimento desse semelhante, de vislumbrar que sem nós ele pode não conseguir superar seus desafios. É mais que apenas empatia com o próximo: é entender a dor dele como se fosse sua. E é um dos mais profundos sentimentos humanos que ajuda a avançar a pauta da fraternidade entre as pessoas e os povos.


Fraternidade é, portanto, uma sociedade de maneira harmoniosa. É levar uma vida com altruísmo e compaixão pelos seus semelhantes que, por sua vez, o fazem para contigo. Para além de apenas um grupo de pessoas organizadas para um propósito maior ou para um interesse comum a fraternidade é demonstrada em pequenos atos do cotidiano para com seu irmão ou irmã.


Baseado em uma enorme carga emotiva, a fraternidade exige que uma comunidade estruture suas relações sociais para que seus membros tenham igualdade de oportunidades, para que estejam ligados por laços afetivos e para que tenham a disposição em cooperar e ajudar uns aos outros sem esperar recompensas de ordens diversas.


Altruísmo, compaixão e fraternidade são, então, componentes da linha mestre do Ecossistema Dakila e você é o material que reforça essa linha. É através do seu altruísmo, da sua compaixão e da sua fraternidade que este mundo pode ser melhor para todos nós, inclusive – e principalmente – para você mesmo.


Oferecer voluntariamente seu tempo ou seus recursos para ajudar os outros não apenas o faz com os receptores desse empenho: também ajuda você. Estudos indicam que o próprio ato de retribuir à comunidade aumenta a felicidade, a saúde e a sensação de bem-estar.


Isto posto, neste momento tão difícil em que se encontram nossos amigos e parentes do Rio Grande do Sul todos nós, diretores e associados do Ecossistema Dakila, clamamos para que você pense sobre o que você fez, o que você faz e o que você pode fazer por seus irmãos e irmãs, então, reflita:


“Você está ajudando a todos que precisam?


Você está dando o máximo de si?


Você está fazendo tudo o que pode?”


Altruísmo, compaixão e fraternidade não são meras palavras.


São ações que você deve realizar.


AGORA!


Urandir Fernandes de Oliveira, fundador e CEO do Ecossistema Dakila e da Dakila Pesquisas, um think tank voltado para ciência, pesquisa e inovação


Milhares de brasileiros estão neste momento passando por um dos piores eventos climáticos que nosso país já presenciou. Por isso, nos unimos a eles através de um canal para direcionar recursos e contribuições de forma 100% segura. Garantido que os valores arrecadados cheguem ao seu destino final!!!


Ação Dakila direcionará através de seu núcleo oficial no Rio Grande do Sul, todas as arrecadações que serão utilizadas nas reconstruções das famílias afetadas.


Junte-se a nós nesse movimento de apoio imprescindível para o momento!


As contribuições podem ser realizadas em PIX e pelo ativo BDM Digital (@bdmercantil | bdmercantil.com.br)


▪️PIX: financeiro@dakila.com.br

▪️BDM Digital: ecossistema@dakila.com.br




Comments


bottom of page