top of page
  • Foto do escritorDakila News

Gambás - Curiosidade Animal

Atualizado: 23 de ago. de 2023

Antes de tudo, é necessário entender que os ditos gambás que vemos em desenhos animados e filmes NÃO SÃO GAMBÁS!

Ue então o que eles são?

Aqueles animais que vemos no filmes, que são pretos com listras brancas e característicos pelo mal cheiro como estratégia de defesa são as jaritatacas ou cangambás. Esses animais pertencem a ordem carnívora e ocorre desde o sul do México até a região centro-sul da América do Sul, podendo ser encontrado no nordeste brasileiro.


Esclarecido esse fato, vamos discutir sobre os verdadeiros gambás. Essa nomenclatura é usada para se referir a família Didelphidae, no total existem quatro espécies no Brasil.



Os gambás apresentam um marsúpio, que é uma espécie de bolsa onde ocorre parte do desenvolvimento dos filhotes, assim como os cangurus e os coalas. Esses animais também são conhecidos como marsupiais.


Também chamados de saruê, timbú e cassaco, são animais solitários, podem ser arborícolas ou terrestres. Ademais, eles possuem uma cauda preênsil o que os auxilia a agarrar galhos e subir em árvores.


Por conta de seus hábitos noturnos, durante uma coleta de gambás para estudos científicos a vistoria das armadilhas é realizada ao amanhecer, entre cinco e seis da manhã. Isso porque, espera-se que os indivíduos caiam nas armadilhas durante a noite e para que eles não permaneçam muito tempo aprisionados essa coleta é feita nesses horários.


A defesa mais utilizada por esses mamíferos é a abertura da boca na intenção de mostrar seus dentes e a emissão de uma vocalização específica. Outra técnica também muita utilizada, e até mais conhecida, é a tanatose, onde através da redução de seus batimentos cardíacos e sua frequência respiratória, juntamente com a imobilidade o indivíduo se finge de morto.



Apesar de pouco comum, em alguns casos, o animal quando ameaçado pode adotar da estratégia de liberar todo o seu conteúdo intestinal e uma secreção odorífera das glândulas anais.


Esses animais são onívoros (alimentam-se de ovos), mas também comem frutas e pequenos animais. Algumas espécies de gambás são imunes a venenos de serpentes (algumas), por conta disso, eles têm grande importância na dispersão de sementes e no controle de pragas.


Além de consumirem escorpiões, um gambá é capaz de comer até 4 mil carrapatos em uma semana. Infelizmente a sua presença em ambientes urbanos contribui com os fatores de ameaças que eles apresentam como: atropelamentos, ataques de cães domésticos e ataques de seres humanos, principalmente por serem confundidos com ratos.


É considerável lembrar que vivemos em um ecossistema, onde todos somos engrenagens de um grande sistema. Nenhuma espécie é melhor que a outra e todas merecem respeito e cuidado.


Referências:

Comments


bottom of page