top of page
  • Foto do escritorDakila News

Tecnologia mental

Os pensamentos são ondas eletromagnéticas que ao serem emitidas pelo espaço são capazes de interagir com a matéria. Assim como as ondas de rádio, os pensamentos têm potencial de sincronizar com outras ondas, sintonizando em determinada frequência. Em termos de polaridade de onda, os pensamentos apresentam três canais: positivo, negativo e neutro.


Através desses canais e da sincronicidade, o pensamento é capaz de influenciar no chamado “destino”. Isso significa, por exemplo, que quanto mais se vibrar na falta “Não tenho dinheiro”, “Ninguém me quer”, mais o seu pensamento se sincronizará com essas frequências e consequentemente você irá de fato ter dificuldades de se manter no emprego, ou de ganhar um aumento.


Citando o pesquisador Otávio Reis “Cada um de nós, dentro do nosso padrão original, recebeu também uma centelha divina. Essa centelha divina te permite ter a capacidade de cocriação da sua realidade. Então, aquilo que você pensa, você manifesta, você cocria junto com as realidades dos outros.”


Sendo assim, temos a capacidade de alterar os acontecimentos da nossa vida. A questão é que focamos muito mais no negativo do que no positivo. Isso quando não duvidamos da nossa vontade, desejando algo positivo e ao mesmo tempo duvidando ou temendo que isso de fato aconteça.


Quando isso ocorre o pensamento é imediatamente anulado, ou seja, apesar do que dizem, mudar essa consciência e comportamento não é tão simples quanto virar otimista o tempo todo. É necessário, compreender e responsabilizar-se tanto pelas suas ações quanto suas emoções.


Inicialmente precisamos entender alguns aspectos das emoções e como elas afetam nosso corpo físico e vibracional. Existem as emoções primárias e as maneiras como essas são interpretadas, essa parte da perspectiva é o que marca o organismo, podendo surgir bloqueios e automatismos comportamentais.


Esses registros ocorrem através de alterações bioquímicas, marcando o organismo e os hemisférios cerebrais, essas marcas também podem ser reconhecidas como gatilhos. Ou seja, quando uma situação te remete a esses registros, engatilha comportamentos que serão repetidos em todo momento semelhante, tendo assim um automatismo comportamental.


Embora algumas situações nos marquem, é possível evitar esses bloqueios através do autoconhecimento, compreendendo mais de si mesmo, entendo suas reações e as reações dos outros.


Para começar esse processo de autoconhecimento, precisamos entender o autoengano. Existem duas formas de autoengano, a primeira é quando criamos justificativas eliminando a nossa culpa da equação. Exemplos disso é quando passamos o dia procrastinando e colocamos a culpa disso em tudo e qualquer coisa que não a nossa falta de vontade de trabalhar.


A segunda forma de autoengano é quando transferimos nossa responsabilidade para outros, ou seja, criamos expectativas e culpamos os outros quando essas não são atendidas. Sendo que ninguém é obrigado a atender as expectativas alheias, para nos distanciarmos cada vez mais do autoengano precisamos começar a olharmos para nós mesmos como o motivo da reação dos outros. No sentido de que, o que eu fiz para causar tal reação? A partir disso, começamos a mudar nossa maneira de agir e olhar sobre o outro e perceber como isso modifica a reação dos outros em relação a você.


Sendo assim, todo momento que você desvia do seu padrão original, da sua essência é autoengano. É toda vez que você acata o peso dos outros, é quando você se desrespeita, você está se desrespeitando.


Tornar-se responsável de suas emoções não é tão simples assim. Até porque “é mais fácil falar do que fazer”, isso porque existem esses registros emocionais, os bloqueios. É necessário que se chegue na razão desse registro para começar a ressignificar o acontecido.


Todo esse processo é de extrema importância e é infinito. O autoconhecimento é uma busca contínua, porque estamos sempre em constante mudança e entender isso também faz parte do processo.


Sabendo como os pensamentos funcionam, o quanto a emoção influencia e como começar o seu autoconhecimento, vamos discutir agora o que fazer para se ter controle da sua realidade, do seu “destino”.


O equilíbrio emocional é a base de tudo, é ele que possibilita o manuseio dessa tecnologia, por isso foi necessário entender sobre o autoconhecimento e o autoengano. Compreender esses fatores, auxiliam um emocional estável.


A tecnologia mental é a tecnologia do pensamento, sendo assim como citado acima, existem três polaridades de pensamento: positiva, negativa e neutra.


A polaridade positiva, está relacionada com o futuro, ou seja, o que você deseja para sua vida. Ademais, essa polaridade está ligada com a capacidade de materialização das coisas, seja no mundo físico através de efeitos físicos ou no imaterial como por exemplo influenciar outras pessoas.


A polaridade negativa, está relacionada com o passado. É uma polaridade de defesa e reciclagem, está ligada com o que não queremos. Dentro da tecnologia mental ela é a “ferramenta” de intensidade da energia, tendo capacidade de propagar, expandir, direcionar e manipular ou não os acontecimentos da sua vida.


Por fim, a polaridade neutra, essa está relacionada com o presente. Ela está ligada com a velocidade do pensamento, ou seja, quando você faz uma programação é essa polaridade que vai determinar o prazo de realização. Essa polaridade é também o controle das outras duas polaridades, negativa e positiva.


Quando você compreende e domina as três polaridades, você se torna capaz de manipular completamente o seu “destino”. No entanto, para isso deve-se desejar sem questionamentos “Vou fazer isso e vai dar certo”. É necessário que se tenha determinação e foco, sem esquecer do equilíbrio emocional.

Yorumlar


bottom of page