top of page
  • Foto do escritorDakila News

Explorando os Mistérios dos Anasazi

Calendários Celestiais e Guerreiros Xamãs: O Tesouro Ancestral de Castle Rock

 

Entre os achados arqueológicos dos Anasazi em Castle Rock, pesquisadores se encontram fascinados com o que mais essas expedições podem descobrir sobre esse povo e sua cultura.


Uma equipe de arqueólogos, do Instituto de Arqueologia da Universidade Jaguelônica, da Polônia, encontrou uma série de galerias de pinturas rupestres e petróglifos pertencentes aos primeiros nativos americanos.



O local de estudo é conhecido como Castle Rock Pueblo e se encontra na fronteira do Colorado e Utah nos Estados Unidos. Essa área é caracterizada por essas artes e assentamentos pré-colombianos famosos.


Os petróglifos foram encontrados à aproximadamente 800m acima dos assentamentos nos penhascos. Entre os achados uma gravura mostrando guerreiros xamãs é a descoberta mais antiga, com uma datação do século 3. Sendo que a grande maioria data dos séculos 12 ou 13.


Durante a análise das esculturas, os arqueólogos ficaram intrigados com algumas espirais que podem ser vistas por mais de 4km de extensão. Posto isso, os pesquisadores acreditam que os povos Anasazi usavam esses painéis como um calendário de observações astronômicas e eventos de solstícios e equinócios.



Pesquisadores atribuíram essas descobertas a cultura Pueblo dos Anasazi, que data de 3 mil anos atrás e perdura até os dias de hoje.


Quem foram os Anasazi?


São considerados os primeiros nativos americanos, que habitaram essa região em meados de 1250 a 1274. Eles são conhecidos principalmente por suas pinturas rupestres, cerâmicas e joias ornamentadas.

Ademais, esse povo foi capaz de aperfeiçoar a construção de assentamentos escavados no cânion, sendo similares às edificações medievais.



O professor de arqueologia, Radoslaw Palonka, que liderou a expedição ressalta que “As comunidades agrícolas Pueblo desenvolveram uma das culturas pré-colombianas mais avançadas da América do Norte.” Além disso, diversos monumentos litúrgicos desse povo foram classificados como patrimônio mundial da UNESCO.


A expedição ainda investigará uma região com três cânions: Sand Canyon, Graveyard Canyon e Rock Creek Canyon. Palonka, espera que novas descobertas sejam realizadas, levando em consideração as áreas mais altas e inacessíveis.


Essas descobertas são importantes, pois auxiliam o entendimento e compreensão da vivência desses povos assim como sua cultura.

 

Referências:

 [MP1]Imagens rupestres descobertas

Комментарии


bottom of page